À medida que o isolamento social criou novas necessidades e rotinas, nos deparamos com diversas mudanças no oferecimento de serviços e produtos.  

Essas mudanças, responsáveis por gerar experiências únicas, tem sido responsáveis por moldar novas realidades, evidenciando cenários prováveis e favoráveis que emergem do contexto atual para o pós pandemia.

Listamos abaixo 10 tendências para pós pandemia, confira!

Home office

Foi graças a ele que inúmeras empresas dos mais variados portes e segmentos conseguiram manter suas atividades durante o período de isolamento social.

Mesmo já sendo realidade para inúmeros profissionais, muitas das empresas não o consideravam uma possibilidade até então. Entretanto, o contexto atual proporcionou novas experiências e fez com que diversas companhias repensassem sua cultura e seus valores, principalmente diante deste modelo de negócio visto a flexibilidade, o conforto, a qualidade de vida e a economia que ele oferece, tanto para os funcionários quanto para a empresa.  

E estes fatores serão responsáveis por influenciar diversas decisões daqui pra frente.

Disrupção educacional

Sendo considerada um os setores do mercado mais resistentes a mudanças, a educação vem mostrando uma nova face em virtude da pandemia. O cenário atual tem impulsionado um momento de readequação nas práticas de ensino e aberto portas para a adesão de novas ferramentas e tecnologias na esfera da educação.  

E é partir dessa guinada que a pandemia abre ainda mais as portas para as edtechs, startups de educação que buscam oferecer novas formas de abordagem para o aprendizado a partir das vertentes da tecnologia.  

Além disso, também vemos o crescimento e a grande adesão da educação à distância. Se considerarmos as gerações cada vez mais adeptas as tecnologias digitais e vantagens deste modelo de ensino, entendemos o porquê de as perspectivas serem positivas para este cenário.

Aqui, vale ressaltar que questões como desigualdades socioeconômicas, acesso à internet e as tecnologias são pontos fundamentais que garantem ou não a viabilização do método de ensino.

E por último, mas não menos importante: tendo em vista o grande número de horas que passamos online, cada vez mais as pessoas mostram interesse em fazer o uso desse tempo de forma produtiva. O que torna o M2P (mentor to protégé) mais uma tendência diante do aumento da procura de plataformas que ligam professores, especialistas e mentores em busca de novas skills.  

Economia de experiência virtual

Com inúmeras turnês, campeonatos e eventos suspensos, museus fechados e viagens canceladas por conta do isolamento social, o foco da economia de experiência passa a ser virtual e imersivo, estabelecendo uma conexão do real com o virtual através de tecnologias como realidade aumentada, assistentes virtuais e máquinas inteligentes.

Diversas formas de entretenimento migraram e ainda irão migram para o digital, gerando um aumento das experiências virtuais na esfera cultural e em setores como turismo, esportes e varejo.

Shopstreaming  

O comércio eletrônico e as transmissões ao vivo, duas grandes tendências do mercado, trazem uma nova abordagem diante da comunidade, do entretenimento e do comércio.

Com o isolamento social, vimos o live streaming e as vendas on-line crescerem repentinamente, e a fusão destas tendências apontam em uma nova direção em escala global para o consumo on-line e as conexões sociais, com foco na interação, experimentação e imediação – o famoso em tempo real.  

Companhias virtuais  

O crescimento e a naturalidade das interações humanas com chatbots e assistentes virtuais tem estimulado o aumento das expectativas do público diante deste contato. Com o tempo, parte da população começará a buscar companhias virtuais personalizadas com o objetivo de entreter, educar e até fazer amizades.

Mindfulness e bem-estar psicológico

Os impactos causados pelo excesso de conectividade e de informações por conta do uso crescente das mídias sociais e da internet móvel são notáveis. Mas agora, em frente a pandemia e ao isolamento social, nos deparamos com níveis de preocupação, estresse e angústia mental tão intensos que abrimos os braços a negócios que possam nos oferecer conforto emocional e psicológico.

Dessa forma, a busca por produtos e serviços que promovam o bem-estar mental será crescente, impulsionando não apenas soluções voltadas para a qualidade de vida, mas também grandes oportunidades para os negócios.  

Bem-estar ambiente e a reconfiguração dos espaços do comércio  

Ao acentuar o receio e a ansiedade diante de inúmeras situações, a pandemia passou a estimular novos hábitos na população mundial. Cuidados rotineiros com a saúde, higiene e bem-estar serão as novas prioridades dos consumidores e assim, oportunidades para os negócios que devem buscar incorporar medidas relacionadas em seus espaços físicos.

Quanto a estes espaços, mesmo com o fim das restrições as pessoas irão prezar pelo sentimento de segurança, exigindo que empresas invistam em estratégias focadas em transmitir a sensação de ambientes saudáveis – pontos de atenção para academias, bares e restaurantes, espaços com frequentes aglomerações.  

Novos modelos de negócio

E falando em restaurantes...

Com o sucesso e a crescente demanda pelos serviços de delivery, temos como resultado os restaurantes fantasmas. Este modelo de negócio refere-se a venda de produtos realizada apenas e exclusivamente por delivery, não contando com o suporte de um espaço físico para recebimento do público.  

Além de serem uma forte tendência para o setor, os restaurantes fantasmas surgem como excelentes oportunidades visto que não necessitam de altos investimentos em termos de espaço, equipe e manutenção.

A-Commerce

Que os processos de compra estão se modificando não é novidade. Ao buscarem por personalização e direcionamento, consumidores abrem as portas para a automatização. E o que já era tendência em 2018, retorna com um foco um pouco diferente: o aumento da demanda de interações sem contato.  

A relações estabelecidas entre as lojas e os consumidores convergiram com os avanços da robótica, permitindo a chegada de uma nova geração do comércio automatizado.  

Soluções Open Source  

Os tempos difíceis compartilhados em virtude da pandemia tem provocado uma onda de cooperação global, e soluções open source tem sido fundamentais, tanto para a criação de alternativas para a propagação de informações confiáveis quanto para a criação de equipamentos para a área da saúde.

Mesmo diante de um cenário de isolamento social, o mundo nunca esteve tão unido.

Pessoas de diversas áreas do conhecimento voltaram sua atenção a um ponto em comum, dando início a diferentes práticas colaborativas. Milhares de cabeças pensam melhor que uma, e a colaboração entre elas vai despertar um novo olhar do consumidor.  

Desenvolvimento Assistido  

Aos acostumados a terceirizar tarefas rotineiras, a pandemia impôs muitas mudanças. Forçados a desenvolver novas habilidades que um dia foram deixadas de lado, grande parte da população passará a desenvolver e descobrir novas skills que ficaram para trás na correria do dia-dia, como cozinhar, organizar e outros.  

A economia do on-demand continuará crescendo, mas como resultado do isolamento social, aposta-se na descoberta de fontes de prazer a partir de tarefas diárias, o que abre inúmeras oportunidades para negócios instrutivos.

Essas são algumas das tendências que estão previstas para o cenário pós pandemia, as quais não só evidenciam inúmeras oportunidades para os negócios, mas também deixam claro a importância do processo de transformação digital dos mesmos.  

E aí, o que achou? Teve algum insight com essa matéria?  

Compartilhe com a gente! Vamos adorar trocar uma ideia :)